Seu browser não suporta JavaScript!

21/02/2016 | Portal G1

Osório sai do governo do RJ para se filiar ao PSDB com vistas à prefeitura

Por Lilian Quaino

O secretário de Transportes do estado, Carlos Roberto Osório, que passa a direção da pasta para Rodrigo Vieira nesta segunda-feira (22), assina sua filiação ao PSDB em Brasília na quinta-feira (25), com vista à possível candidatura a prefeito do Rio nas eleições de outubro. Eleito pelo PMDB reassume seu mandado de deputado estadual na Assembleia Legislativa na terça-feira (23).

O deputado federal Otavio Leite, presidente do PSDB fluminense, confirmou na noite deste domingo (21) que o partido vai ter candidato à sucessão do prefeito Eduardo Paes (PMDB) e disse que Osório é um importante quadro doRio de Janeiro que vai fortalecer o partido tanto no estado como a nível nacional.

“Deixo o governo do estado para me filiar ao PSDB e participar de um projeto do Rio de Janeiro pensado em 2016 e em 2018. Fui convidado pelo senador Aécio Neves e pelos deputados Otavio Leite e Luiz Paulo”, confirmou Osório.

Segundo o secretário, o objetivo do convite foi muito claro, participar do projeto de crescimento do PSDB no Rio, onde, segundo disse, o partido não tem a mesma expressão que tem a nível nacional.

Osório disse que uma vez que a legislação permite a transferência partidária entre 18 de fevereiro e 18 de março, refletiu sobre a situação partidária do PMDB.

“Como o PMDB já decidiu por seu candidato a prefeito em 2016, eu coloquei meu nome. O PSDB já decidiu que o Rio terá candidatura própria. O partido tem outros nomes, com interesse e possibilidade. Vamos discutir isso nas próximas semanas”, disse Osório. O PMDB tem como pré-candidato à sucessão de Paes seu secretário de Governo, Pedro Paulo Carvalho, alvo de denúncias de agressões à ex-mulher.

Osório disse que já comunicou a mudança ao governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).

"Estamos levando Osório na quinta para Brasília para assinar ficha do partido ao lado de Aécio Neves e outras personalidades para dar um cunho nacional à entrada dele. Eu como presidente do partido no Rio de Janeiro estou muito satisfeito com este importante quadro do Rio", disse Otavio Leite.

Otavio Leite disse que é "absolutamente consolidado" que o PSDB terá candidato próprio nas eleições municipais.

“Dilma e Aécio empataram aqui na cidade. Esse é um legado importante que não pode ser desconsiderado. É um legado animador”, disse ele, ressaltando que a decisão pela candidatura própria à prefeitura aconteceu antes da adesão de Osório ao partido, que, segundo Leite, tem nomes como Marcelo Madureira, Luiz Paulo ou Sérgio Besserman que podem enfrentar a disputa pelo cargo de Eduardo Paes, além de seu próprio nome.