Seu browser não suporta JavaScript!

01/06/2011 | Blog da Bancada do PSDB na Câmara e no Senado

Para tucanos, PT reconhece sucesso da privatização, mas tardiamente

Por Artur Filho

Com um discurso meramente eleitoreiro, a presidente Dilma Rousseff mentiu à sociedade brasileira sobre a privatização dos aeroportos, avaliam deputados tucanos. Após cinco meses do início do seu mandato, a petista, além de comprovar o sucesso da privatização promovida pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, decidiu dar continuidade ao processo. O governo anunciou na terça-feira (31) que pretende transferir à iniciativa privada os aeroportos de Guarulhos, Brasília e Viracopos.

A concessão foi discutida em audiência conjunta na Câmara com autoridades do governo federal, como o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt.

Na opinião de Rui Palmeira (AL), a medida reforça a importância das concessões, mostrando que a administração tucana estava no caminho certo, mas vem com certo atraso, pois havia um discurso raivoso durante o período eleitoral. “Lamentamos é que não tenha feito anteriormente. Nós imaginamos o motivo. O PT perderia o principal discurso de campanha”, avaliou.

O deputado Carlos Roberto (SP) está preocupado mesmo com o anúncio de concessão. Segundo ele, os problemas dos aeroportos parecem infinitos. “Existe uma forma anárquica de dirigir um setor tão importante”, reprovou. Já Vanderlei Macris (SP) estranhou o discurso governista, que contraria a própria história do PT. “Iludiram o povo. Na verdade, (o governo) está reconhecendo que a proposta do PSDB era correta.”

Para Eduardo Azeredo (MG), o Planalto dá a mão à palmatória e reconhece a falta de capacidade para gerenciar os aeroportos. “Isso demonstra a indecisão desse governo. A incapacidade de tomar decisão. Eles ficam divididos entre posições ideológicas e posições realistas”, afirmou. Otavio Leite (RJ) acrescenta que há uma sucessão de ineficiência no governo federal. “Éramos taxados de entreguistas e demonizados. Agora o PT apresenta essa como solução. Acho digno que o PT faça mea-culpa”, disse.

Baixo investimento

Na reunião, foi informado que serão investidos R$ 5 bilhões nos 13 aeroportos das cidades que sediarão a copa do Mundo de 2014. Nos últimos cinco anos, o Congresso aprovou R$ 7,4 bilhões para a Infraero aplicar nos aeroportos, mas foram utilizados apenas 25% dos recursos liberados.

Os aeroportos que vão receber investimentos para a Copa do Mundo ficam nas cidades de Guarulhos, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Cuiabá, Manaus, Porto Alegre, Recife e Natal. Só o aeroporto de Cumbica em Guarulhos, São Paulo receberá um investimento de R$ 1,3 bilhão.