Seu browser não suporta JavaScript!

11/12/2015 | ESPN.com.br

Participação de times femininos pode melar eleição na CBF

Por Gabriela Moreira

Um artigo da Lei de Responsabilidade Fiscal (Profut - Lei 13.155), sancionada em agosto, pode render argumentos para suspender a eleição da CBF na próxima quarta-feira. Trata-se do artigo 22, que versa sobre o colégio eleitoral da entidade.

De acordo com o texto, entre os eleitores deve-se ter representantes de clubes da primeira e segunda divisão, portanto, clubes de futebol feminino teriam de ter sido convocados e não foram. Este é o entendimento de pessoas que participaram da elaboração da lei, consultados pelo blog. 

O estatuto da CBF (leia abaixo mais explicações sobre o assunto) prevê que os eleitores sejam comunicados com antecedência de 5 a 8 dias do pleito. 

Veja o trecho da lei:

"Nas entidades nacionais de administração do desporto, o colégio eleitoral será integrado, no mínimo, pelos representantes das agremiações participantes da primeira e segunda divisões do campeonato de âmbito nacional"

Relator da lei, o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) diz que este não era o objetivo do projeto, mas que a interpretação é ampla.

"Não era esta a nossa intenção quando se discutiu este artigo e acho que se a CBF tivesse atentado para este ponto, não teria deixado passar. Mas é extremamente importante que o futebol feminino tenha peso especial nesta discussão", disse o deputado.

GETTY
Lei dá brecha para futebol feminino votar em eleição para CBF. Na foto, Formiga, Marta e Cristiane
Vale lembrar que durante a discussão da lei, a presidente Dilma Rousseff inclui a exigência de que todos os clubes brasileiros tivessem time feminino. Este ponto acabou caindo posteriormente.

"Criamos a Lotex (loteria) que determina repasse aos times femininos", lembrou Otavio Leite.

Se as meninas de chuteira vão dar brecha para a suspensão da eleição, não sabemos. Mas que a CBF não considerar como seu colégio eleitoral os clubes pelos quais jogam as mulheres, é no mínimo, sintomático.

No momento em que este post é escrito, a capa do site da CBF estampa a foto da Marta, que acaba de passar Pelé em número de gols pela seleção. 

*Nota sobre o estatuto da CBF: o blog teve acesso a uma cópia do estatuto datada de junho de 2015 (anterior ao sancionamento do Profut), mas não se sabe se esta foi a última versão existente. O documento não está disponível no site da entidade e presidentes de clubes e federações consultados disseram também não possuir cópia do documento.