Seu browser não suporta JavaScript!

08/06/2009 | Portal G1

Por CPIs, oposição anuncia obstrução em sessão do Congresso

Líder da minoria, Otavio Leite (PSDB-RJ), quer impedir votação de créditos. Na pauta, está a destinação de R$ 6 bilhões para programa habitacional.

O líder da minoria no Congresso Nacional, deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), anunciou nesta segunda-feira (8) que irá comandar uma obstrução da sessão marcada para esta terça-feira (9) para a votação de créditos orçamentários, entre eles o que destina R$ 6 bilhões para o programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida."

O motivo do impedimento às votações é a disputa no Senado pelo comando da CPI das ONGs, atualmente nas mãos da oposição, e a não instalação da CPI da Petrobras.

“Enquanto o governo não desistir da manobra de destituir o senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) da relatoria da CPI das ONGs, que teve sua indicação feita de forma legítima, e enquanto não for feita a instalação da CPI da Petrobras, nós vamos obstruir todos os projetos e impedir a votação dos créditos”, disse o deputado ao G1.

A postura de Leite é mais um ingrediente na disputa no Senado. Na CPI das ONGs, Virgílio pretende apresentar nesta terça-feira seu cronograma de trabalho, mas os governistas exigem a devolução da função para o senador Inácio Arruda (PC do B-CE). A troca foi feita após um trapalhada da base aliada, mas um parecer da Secretaria Geral da Mesa do Senado sugere que a palavra final seja do plenário da comissão, de maioria governista.

A CPI da Petrobras, por sua vez, nem sequer foi instalada. Os partidos indicaram os seus representantes, mas uma sessão marcada para a semana passada não aconteceu porque os governistas não deram quorum à reunião. Além da disputa na outra CPI, o adiamento se deveu a disputas dentro da base aliada entre PT e PMDB pelo comando da investigação. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de acordo com o ministro José Múcio (Relações Institucionais), vai interferir na negociação.