Seu browser não suporta JavaScript!

10/04/2013 | Jornal Lance! Net

Por dívidas, Flamengo vai a Brasília

Por dívidas, Eduardo Bandeira de Mello vai a Brasília

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, marcou presença na tarde desta terça-feira em Brasília para uma audiência pública na Câmara dos Deputados, sobre planos e programas do Ministério do Esporte para o ano de 2013. O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, também esteve presente. O mandatário do Rubro-Negro foi conhecer de perto o projeto que o governo está criando para auxiliar a reestruturação financeira dos clubes brasileiros.

Além de Bandeira de Mello, Flávio Godinho, vice de relações externas, e Delair Dumbrosck, presidente do Conselho Deliberativo do clube, também estiveram na visita. Os dirigentes rubro-negros, com intermédio do deputado federal Otavio Leite, se reuniram com Aldo Rebelo e com o presidente da Câmara, Henrique Alves, para apoiarem a criação da MP.

- Os representantes do Flamengo estão fazendo uma visita ao Congresso Nacional onde conversarão com o ministro Aldo Rebelo e com o Henrique Alves para conhecer o projeto. O clube está sacrificando a própria carne para tentar se recuperar financeiramente - disse Otávio.

O projeto é o de que os clubes endividados abatam suas dívidas fiscais mediante investimentos em programas sociais. Após o pontapé inicial, o descumprimento dos compromissos, segundo a ideia do Ministério, é promover punições esportivas e não apenas processos contra os dirigentes.

Segundo dados trazidos pelo secretário nacional de futebol, Antônio Nascimento, a dívida dos clubes brasileiros atualmente é de R$ 2,2 bilhões. O parcelamento será em 20 anos e de 10% a 30% do abatimento será pago em dinheiro pelos clubes, não só em contrapartidas. Hoje, o percentual do esporte - não só o futebol - no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro corresponde a apenas 0,2% do montante geral.

À noite, o trio rubro-negro que está em Brasília jantará com um grupo de deputados também torcedores do Flamengo, que compõem um grupo conhecido como Fla-Congresso.

Foto: Alexssandro Loyola