Seu browser não suporta JavaScript!

03/09/2010 | Rádio Câmara

Portal e-Democracia ganha reconhecimento internacional

Inaugurado em junho de 2009, o portal e-Democracia da Câmara dos Deputados foi reconhecido internacionalmente.

O e-Democracia é uma comunidade virtual onde qualquer pessoa pode participar de fóruns de discussões sobre assuntos de interesse do país, opinar sobre leis ou qualquer ação da Câmara.

O deputado Otavio Leite, do PSDB do Rio de Janeiro, afirmou que utilizou o e-Democracia para ajudar na composição do relatório sobre o projeto que regulamenta as lan houses. Para Otavio Leite, a interação com o cidadão sempre é bem-vinda e representa um aprimoramento da democracia.

"Os resultados foram muito interessantes, pessoas opinaram e apresentaram variados pontos de vista, o que ajudou a mim, como relator do projeto, a melhor me instruir e interpretar anseios da sociedade diante do tema."

O coordenador de projetos da ONG Transparência Brasil, Fabiano Angélico, acredita que a iniciativa é válida, mas é preciso analisar o impacto que o portal terá no dia a dia da sociedade.

"É algo bem-vindo. A democracia representativa é exatamente isso: os nossos parlamentos são lugares onde se encontram os representantes do conjunto da sociedade. Portanto, é fundamental que a sociedade seja ouvida. Portanto, o gesto está na direção correta, mas me parece que o projeto ainda é bastante incipiente e nós gostaríamos de ver o impacto concreto na tomada de decisão do deputado."

A coordenadora do e-Democracia, Andréa Perna, afirmou que o objetivo é justamente proporcionar o debate entre o cidadão e os parlamentares sobre projetos em tramitação na Câmara. Andréa Perna explica que o e-Democracia é mais uma ferramenta para dar transparência aos trabalhos legislativos.

"Para que um cidadão possa participar de forma mais efetiva, ele tem que ter ao seu dispor vários mecanismos que mostrem várias informações disponíveis no portal. A gente constrói toda uma quantidade de informações em qualidade também suficiente para apoiar, para suportar a participação do cidadão nas comunidades virtuais."

Para saber mais sobre os temas do e-Democracia é só acessar o endereço eletrônico www.edemocracia.camara.gov.br .

De Brasília, Karla Alessandra.