Seu browser não suporta JavaScript!

04/04/2011 | Jornal O Globo

Prefeitura do Rio exigirá da Light lista de bueiros com risco

Paes exigirá da Light lista de bueiros com risco

Surpreendido com a informação divulgada pela Light de que a Zona Sul e o Centro do Rio ainda têm cerca de 130 bueiros com risco de explosão, o prefeito Eduardo Paes disse ontem que vai exigir da empresa a divulgação e a sinalização desses pontos de risco e seu conserto imediato. Irritado com o acidente de sexta-feira - que deixou cinco feridos e abriu uma cratera na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, exigindo uma interdição de quatro quarteirões por 24 horas -, Paes afirmou que vai acionar a Agência Nacional de Energia elétrica (Aneel) para que multe e obrigue a companhia a executar um plano de curto prazo de melhorias na rede de distribuição.

- É preciso ter vergonha na cara. Não se pode admitir ou achar natural uma explosão como aquela - afirmou Paes.

Segundo o prefeito, o presidente da Light, Jerson Kelman, não fez qualquer referência aos bueiros problemáticos num encontro no sábado pela manhã, momentos antes de Paes visitar o local da explosão. O prefeito disse ter ficado estarrecido com o buraco aberto na faixa de pedestres:

- Se tivesse sido em outro momento, estaríamos contando pedaços de gente morta. A imagem do táxi parecia aquelas cenas de guerra do Afeganistão.

Hoje, a Procuradoria Geral do Município vai formalizar a reclamação à Aneel. Sem dar prazos, Paes disse que, se a agência não tomar providências imediatas, entrará na Justiça contra a companhia. Ele confirmou ainda que contratará uma consultoria para acompanhamento externo da manutenção da Light:

- Não está sendo fácil confiar neles (na Light).

A Light será cobrada ainda pelos gastos que o município teve com a operação de interdição e recuperação da Avenida Nossa Senhora de Copacabana. O secretário municipal de Conservação e Serviços Públicos, Carlos Roberto Osorio, disse que a explosão do bueiro mobilizou 126 funcionários, 50 veículos e equipamentos de sete órgãos, em 24 horas de trabalho.

O deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) vai pedir hoje ao presidente da Comissão de Minas e Energia, Luiz Fernando Faria (PP-MG), que convoque a Light para uma audiência pública sobre a política de investimentos em conservação do sistema.

Ontem à tarde, a área em torno do bueiro que explodiu voltou a ser isolada, mesmo com o trânsito já tendo sido liberado na noite anterior. Operários da Light trabalham no local. Todos os feridos na explosão já saíram do hospital.