Seu browser não suporta JavaScript!

19/09/2004 | Jornal O Dia

PSDB espera três secretarias e destaque na atuação do vice Otávio Leite

A dança das cadeiras municipal poderá ocorrer em novembro, quando o prefeito Cesar Maia deverá pedir aos secretários que ponham os seus cargos à disposição.

No PSDB, os tucanos fazem apostas. Além das três pastas – duas grandes e uma extraordinária –, o grupo espera mais do que um cargo figurativo para o candidato a vice, deputado estadual Otavio Leite (PSDB). Também será dele a indicação do nome para a nova Secretaria de Promoção das Pessoas com Deficiência.

Uma opção para Otávio seria a pasta de Ação Social, hoje comandada por Marcelo Garcia, quadro técnico de Cesar. Para o presidente do PSDB, Marcello Alencar, três assuntos são prioridade: Meio Ambiente, Transporte e Educação.

A última, xodó de Cesar, dificilmente sairá das mãos de Sonia Mograbi. Outro grande tucano avisa sobre o interesse nas pastas de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

O nome do deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha é cotado para Transporte – ele já ocupou o cargo. A permanência do secretário de Saúde Ronaldo Cezar Coelho está incerta. Sua indicação fez parte da cota pessoal do prefeito, com quem tem estreita relação.

O deputado estadual Eduardo Paes, que já foi secretário de Meio Ambiente e acabou rompendo com o PFL, poderá retornar.

O PV, hoje na Secretaria de Urbanismo com Alfredo Sirkis, provavelmente continuará, e com o mesmo secretário. O partido cobiça a subprefeitura do Centro, que passa por revitalização. O PSDB também deve participar de subprefeituras.

Dentro do PFL, a disputa promete ser acirrada. Muitos querem permanecer. Três nomes fazem parte do círculo íntimo do prefeito: o deputado estadual Eider Dantas (Obras), Solange Amaral (Habitação) e João Pedro Figueira (Governo). Na Secretaria de Esporte e Lazer, ocupada por Ruy Cezar, uma mudança seria feita com delicadeza. Ruy abriu mão da candidatura a vereador para dedicar-se aos Jogos Pan-Americanos.