Seu browser não suporta JavaScript!

08/04/2010 | Jornal O Estado de São Paulo

PSDB tenta salvar aliança com Gabeira e DEM

Por Luciana Nunes Leal

RIO - Sem nome competitivo para disputar o governo do Rio de Janeiro e garantir um palanque forte ao pré-candidato à Presidência José Serra, o PSDB se esforça para salvar a aliança em torno do candidato do PV, deputado Fernando Gabeira, que reúne também o PPS e o DEM.

O movimento envolverá a direção nacional tucana, após o lançamento da candidatura de Serra, no próximo sábado, em Brasília. A festa de Serra é a prioridade absoluta dos tucanos, que não querem, até lá, evidenciar a fragilidade do PSDB no terceiro colégio eleitoral do País.

Na semana que vem, o presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE), e o próprio Serra deverão se envolver na busca de uma solução que mantenha a aliança dos quatro partidos. "Meu maior interesse é que não haja nenhum ruído no lançamento da candidatura do Serra", disse Gabeira ontem.

O ex-prefeito Cesar Maia, pré-candidato do DEM ao Senado, está no centro do impasse. Os verdes dizem que Maia tira votos do candidato ao governo, especialmente na classe média, e não querem o ex-prefeito na chapa de Gabeira. Para o PSDB nacional, porém, é fundamental a manutenção da aliança com o DEM, principal aliado na disputa presidencial. Sem o DEM, os tucanos não levarão adiante o apoio a Gabeira.

Em reação ao PV, Cesar Maia passou a defender uma candidatura própria do PSDB, com apoio do DEM. O problema é a falta de um tucano capaz de enfrentar o governador Sérgio Cabral (PMDB), que disputa a reeleição, e o ex-governador Anthony Garotinho, candidato pelo PR.

Sem plano B. Um parlamentar do PSDB do Rio admite que o partido "não tem plano B". Por outro lado, o PV precisa do tempo de televisão do PSDB e do próprio DEM. "Meu eleitorado mais básico resiste não ao DEM, mas ao nome de Cesar Maia. Não posso trocar de eleitorado a essa altura da vida. Mas vou esperar passar o dia 10, o lançamento da candidatura do Serra, para me manifestar", afirmou Gabeira.

"Reafirmamos nosso objetivo da aliança dos quatro partidos, que tem mais chance de vitória no Rio. Nossos passos serão aqueles estabelecidos pelo comando nacional da campanha e que forem mais importantes para a candidatura Serra", disse o deputado Otavio Leite (RJ). Se a aliança for mantida, o PSDB indicará o ex-deputado Márcio Fortes para vice de Gabeira. No lugar de Cesar Maia, o PV quer lançar a vereadora Aspásia Camargo candidata ao Senado.