Seu browser não suporta JavaScript!

01/04/2004 | Jornal O Globo

Publicidade também para deficientes

A partir de hoje, todas as campanhas, programas, informes e publicidades do governo do estado na TV terão que estar acompanhadas de legendas e tradução simultânea para a língua brasileira de sinais (libras). A lei havia sido vetada pela governadora Rosinha Matheus (PMDB), que, no entanto, mudou de idéia e liberou a sua bancada na Alerj para derrubar o próprio veto.

Por 53 votos a zero, os parlamentares mantiveram o texto original do deputado Otavio Leite (PSDB). As galerias do Plenário Barbosa Lima Sobrinho estavam tomadas por portadores de deficiência auditiva, que comemoraram muito quando o resultado foi anunciado por dois intérpretes de libras que traduziam a sessão.

Os deputados, porém, mantiveram o veto de Rosinha ao projeto de lei que instituía o monitoramento dos rios nas divisas com outros estados. A decisão aconteceu um ano depois do vazamento de rejeitos químicos da indústria de papel Cataguazes nos rios Pomba e Paraíba do Sul, desastre ecológico que deixou 500 mil pessoas sem água.