Seu browser não suporta JavaScript!

29/06/2015 | ESPN.com.br

Relator convoca clubes para aprovar MP: 'Ou em breve serão muitos Guaranis'

Relator convoca clubes para aprovar MP na terça: 'Ou em breve serão muitos Guaranis'

Por Camila Mattoso

Depois de ser aprovada com polêmicas na comissão mista nesta quinta-feira, a Medida Provisória 671/15, conhecida como MP do Futebol, pode ir ao plenário da Câmara dos Deputados na próxima semana - depois ainda tem de passar pelo Senado e pelo crivo da presidente Dilma Rousseff. A expectativa é que entre em pauta na terça-feira, segundo parlamentares ouvidos pela reportagem. 

Ainda com clima quente entre os membros da "Bancada da Bola" e os que são a favor da manutenção do texto como está, o relator Otavio Leite (PSDB-RJ) espera que os clubes estejam em Brasília nos próximos dias trabalhando pela aprovação do projeto.

"Eu quero fazer um apelo aos clubes brasileiros para não perderem essa oportunidade. Que eles desembarquem todos em Brasília na próxima terça-feira. Do contrário, em breve teremos muitos Guaranis", afirmou o deputado, fazendo referência à notícia de que o time alviverde de Campinas terá de fechar o clube social nas próximas semanas para tentar manter a equipe de futebol - já que a medida trata do refinanciamento da dívida dos times.

Depois da sessão tumultuada da quinta-feira na comissão mista, quando quatro parlamentares aprovaram o texto sem a presença dos demais, que perderam a hora, deve entrar no plenário uma série de propostas para mudanças no documento final. Os deputados ligados à CBF se revoltaram com a atitude dos colegas de Congresso, os acusaram de golpistas e prometeram fazer de tudo para obstruir as próximas discussões, com o uso do regimento.

Nos bastidores, os favoráveis à medida argumentam que se não aprovassem o relatório dessa forma, ele não seria em nenhum momento votado, pois, segundo eles, os parlamentares da "Bancada da Bola" trabalham para que a MP caduque - o prazo final é dia 17 de julho. A diretoria da entidade, no entanto, diz que isso não é verdade.

"Eu acho que isso não é verdade. Foram várias sessões, várias rodadas. Um esforço enorme, os clubes passaram um dia inteiro com o Otavio Leite na semana passada, pensamos em vários formatos. Nós estamos dedicados a isso. Não há nenhuma prova para que alguém diga isso", afirmou Walter Feldman, secretário-geral da CBF.