Seu browser não suporta JavaScript!

11/10/2011 | Agência Câmara

Relator diz que defenderá direitos dos brasileiros em Lei Geral da Copa

O relator do projeto da Lei Geral da Copa de 2014 (PL 2330/11, do Executivo), deputado Vicente Candido (PT-SP), afirmou há pouco que, em relação a exigências feitas pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) para a organização do evento, em hipótese alguma serão retirados direitos dos brasileiros. Segundo ele, até por orientação da presidente Dilma Rousseff, se os direitos dos torcedores nacionais não puderem ser ampliados, também não serão diminuídos.

Candido ressaltou que é hora de ampliar o debate sobre a Copa, que até agora ficou muito restrito ao governo e à Fifa. “O apito agora está com o Congresso”, reforçou o presidente do colegiado, deputado Renan Filho (PMDB-AL).

Meia-entrada

O deputado Romário (PSB-RJ) já anunciou que apresentará emenda à proposta com o intuito de garantir ingressos com preços mais acessíveis para toda a população e meia-entrada a jovens e idosos. Por sua vez, o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) sugeriu um convite para audiências públicas com o ministro do Esporte, Orlando Silva; o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira; e com representantes da Fifa.

A comissão especial que analisa o projeto da Lei Geral da Copa permanece reunida no Plenário 11.