Seu browser não suporta JavaScript!

07/12/2011 | Jornal Lance!

Relator propõe venda de bebida apenas em bares, restaurantes e camarotes dos estádios

Relator propõe venda de bebida

Por Érika Romão

O Relator do projeto da Lei Geral da Copa, o deputado federal Vicente Cândido (PT-SP) apresentou, ontem seu parecer final da proposta.

Dentre os pontos principais, Cândido defendeu que o Estatuto do Torcedor autorize a venda e o consumo de bebidas alcoolicas. A medida pretende restringir a venda apenas em bares, restaurantes e camarotes dos estádios.

- Isto pode ser uma fonte de receita para os clubes - disse.

O parlamentar também fez algumas definições no que diz respeito aos ingressos populares da Copa: 50% destes bilhetes serão destinados a idosos e estudantes, enquanto os outros 50% ficarão com indígenas e beneficiários do Programa Bolsa-Família.

Em relação à concessão de vistos, Cândido propôs que os torcedores tenham direito de permanecer no Brasil até o dia 31 de dezembro de 2014, desde que a permanência não ultrapasse os 90 dias.

Os integrantes da Comissão fizeram pedido coletivo de vistas no projeto, e a expectativa é que ele seja votado na Comissão até a próxima terça-feira. Caso seja aprovado, o projeto segue para o Plenário da Câmara, e segue para o Senado caso seja acolhido pela maioria.

Em relação aos aeroportos, o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) fez uma emenda para que se torne possível a utilização das bases aéreas militares durante a Copa de 2014.

- Não podemos ficar prisioneiros da incompetência do governo federal. Oferecer as bases aéreas para visitantes estrangeiros e Chefes de Estado se constitui em alternativa de baixo custo - disse o deputado Otavio Leite.