Seu browser não suporta JavaScript!

16/05/2011 | Rádio Câmara

Representantes das companhias aéreas virão à Câmara debater transporte de passageiros

Presidentes das principais companhias aéreas do país virão à Câmara, nesta quarta-feira, para debater a situação atual do transporte aéreo de passageiros.

Deputados das Comissões de Turismo; Transportes; Fiscalização Financeira e Defesa do Consumidor estão preocupados com o aumento do fluxo de turistas nos períodos da Copa das Confederações de 2013, da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016.

A política tarifária adotada pelas companhias, bem como os critérios de definição da malha aérea devem ser debatidos.

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor e autor de um dos requerimentos para audiência, deputado Roberto Santiago, do PV de São Paulo, questiona ainda novas cobranças que estão sendo impostas aos passageiros, como a taxa extra pela reserva de assentos da primeira fila e das saídas de emergências nas aeronaves e a cobrança de taxa de serviço na emissão de bilhetes.

"Isso precisa ser tratado com muita seriedade até porque você cria a oportunidade de as pessoas poderem viajar de avião e você sai de São Paulo que é minha base, que é meu Estado, e ir para o Nordeste para visitar um parente custa mais barato ir de avião que de ônibus. Você coloca uma pessoa simples que comprou sua passagem em 10 pagamentos e, agora, você tem que, inclusive, se quiser, comprar água dentro de um avião, quer dizer, estão indo para o absurdo"

O deputado André Figueiredo, do PDT do Ceará, reclama da falta de vôos internacionais com destino e origem nas capitais do Nordeste do Brasil.

Otavio Leite, do PSDB do Rio de Janeiro, quer saber as medidas que estão sendo adotadas para receber os turistas estrangeiros durante os eventos esportivos dos próximos anos.

Foram convidados para o debate representantes do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, e das empresas Webjet, Trip, Passaredo, Pantanal, Azul, TAM e Gol.

A audiência está marcada para as duas da tarde desta quarta-feira.

E, no dia 1° de junho, outro debate sobre o tema vai reunir as agências reguladoras e demais órgãos governamentais ligados ao setor aéreo. Desta vez, o foco serão os aeroportos do país.

De Brasília, Geórgia Moraes