Seu browser não suporta JavaScript!

02/02/2004 | Jornal do Brasil

Reunião deciciva para linha 4

Secretários municipal e estadual de Transportes se encontrarão na segunda-feira para discutir a possibilidade de ligar a Gávea à Barra da Tijuca com um trajeto alternativo da linha 4 do metrô. A proposta da Prefeitura do Rio de investir R$ 552 milhões nas obras de um trecho de 10 quilômetros depende agora do acordo do governo. O novo projeto prevê três estações: Gávea, São Conrado e Jardim Oceânico.

- Queremos neste momento a autorização da governadora para a construção do trecho Gávea-Barra, que irá desafogar o trânsito na Auto-Estrada Lagoa-Barra e na Linha Amarela. Esse trecho vai possibilitar à prefeitura fazer a integração com outras estações, através de ônibus - disse Arolde de Oliveira.

O depuatdo estadual Otavio Leite (PSDB), animado com os projetos para a Linha 4, comemora a emenda no orçamento estadual que autoriza gastos com a expansão do metrô. Segundo ele, foi criada uma ´janela orçamentária´ que autoriza o valor simbólico´ de R$ 2 milhões.

- A emenda permite à governadora entrar com mais verba no projeto - explicou.

O deputado encaminhará à Câmara um projeto de uma Sociedade de Propósitos Específicos, para criar um consórcio em que a população poderá adquirir ações da concessão com bônus em tíquetes permanentes.

Se Estado e prefeitura chegarema a um acordo, será agendada uma reunião com a Fazenda e as procuradorias-gerais do município e Estado.

Segundo o secretário municipal dos Transportes, Arolde de Oliveira, a solução apresentada para acelerar o serviço de transporte para a Barra não inviabiliza os projetos já existentes. Para ele, o traçado com uma estação intermediária em São Conrado exigirá apenas reajustes de cronogramas.

O município arcará sozinho com a obra e não exige contrapartidas, como a concessão do serviço ou conclusão do trecho restante, até o Morro de São João, com uma estação no Humaitá.

De acordo com Arolde, os valores estão dentro da capacidade orçamentária da prefeitura e o Estado permanecerá como poder concedente.

A secretaria informou que empreenderá ainda estudos de atualização tarifária, podendo diminuir o valor da passagem. O preço sugerido do bilhete para o trajeto completo da Gávea ao Morro São João era de R$ 2,50.