Seu browser não suporta JavaScript!

09/01/2017 | Portal do PSDB na Câmara

'O Rio de Janeiro vive uma situação quase pré-falimentar'

“O Rio de Janeiro vive uma situação quase pré-falimentar”, diz Otavio Leite sobre crise do estado

O estado do Rio de Janeiro vem sofrendo desde o ano passado com a crise econômica que levou o governo fluminense a decretar situação de calamidade financeira. Sem sinais de recuperação e com os salários e pensões de servidores públicos atrasados e parcelados, o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, se reuniu nesta segunda-feira (9) com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, com o objetivo de discutir a recessão econômica do estado.

O deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ) afirma que medidas são necessárias para recuperar a saúde financeira do estado.

“A crise financeira e fiscal que abala o Brasil abala os estados e, em especial, o Rio de Janeiro. Talvez seja o exemplo mais grave. Os déficits são acumulados de maneira brutal. Se arrecada absolutamente o suficiente para pagar aquilo que é o compromisso básico, como pessoal, custeio da máquina. Então, o estado do Rio de Janeiro vive uma situação quase pré-falimentar.”

A reunião do ministro Meirelles com o governador Pezão ocorreu no gabinete do Ministério da Fazenda, no Rio de Janeiro. Na semana passada, parte do funcionalismo começou a receber a primeira de cinco parcelas do salário referente a novembro do ano passado, de R$ 316. O 13º salário foi pago apenas para os professores. Otavio Leite ainda aponta as medidas que podem ajudar o Rio nesse momento de crise.

“Para enfrentar essa questão, temos que corrigir. Primeiro, estancar o sangue, a ferida, e não produzir mais déficits. Segundo, obter também o apoio da União. A dívida com a União alcançou níveis estratosféricos.”

Em novembro de 2016, o governo fluminense anunciou um pacote de austeridade para enfrentar a crise fiscal diante de um rombo nas contas públicas estimado em R$ 17,5 bilhões para este ano. A decisão causou revolta entre diversas categorias de servidores públicos no estado, e acarretou em uma série de manifestações em todo estado.