Seu browser não suporta JavaScript!

19/11/2004 | Jornal do Brasil - Barra

Sem dinheiro para sanear

A falta de verbas por parte da Cedae se transformou em mais um entrave para a conclusão do Programa de Saneamento da Baixada de Jaracepaguá.

De acordo com o deputado Otavio Leite (PSDB), presidente da Comissão Especial Pró-Emissário da Assembléia Legislativa do Estado, as obras não deverão ser concluídas dentro do prazo (janeiro de 2006).

O motivo maior é a falta de recursos da estatal. A empresa utiliza verba do Fecam (Fundo Estadual de Conservação Estadual) para as obras e necessita de cerca de R$ 190 milhões para concluir o programa.

Só que o orçamento do Fundo para o próximo ano é de R$ 188 milhões, a serem aplicados em todo o Estado.

Para tentar garantir a verba, o deputado vai apresentar uma emenda ao orçamento de 2005 para assegurar mais R$ 40 milhões junto ao Fecam.