Seu browser não suporta JavaScript!

20/04/2012 | Jornal O Globo online

Sérgio Guerra e Aécio Neves defendem Marconi Perillo

Por Juliana Castro

RIO - O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, e o senador tucano Aécio Neves falaram sobre a denúncia do jornal Foha de S.Paulo de que o contraventor Carlinhos Cachoeira afirmava que o governador de Goiás, Marconi Perillo, seria dono de um avião Cessna no valor de R$ 4 milhões, junto com mais dois empresários.

- Qualquer um que tiver que dar explicações deverá dá-las, mas até aqui nós, do PSDB, confiamos na palavra do governador Marconi Perillo - disse o senador Aécio Neves no evento de lançamento da pré-candidatura do deputado federal Otavio Leite (PSDB-RJ) à Prefeitura do Rio.

Embora defenda o governador tucano, Aécio reconhece que a situação não é cômoda para a legenda:

- Não é bom para ninguém, eu sou sincero. Não só para o PSDB, mas para tos os outros partidos que estão sendo de alguma forma afetados.

Já o presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra (PE), disse que Marconi é o governador de um estado onde o contraventor Cachoeira tinha relação para todos os lados.

Guerra defendeu Marconi especificamente no caso da denúncia para negociação da compra da aeronave:

- Uma negociação objetiva se dá com a concretude e não com suposições. Não é o caso de ter uma concretude, não há nada de objetivo - afirmou Guerra.

- Temos a convicção de que o governador de Goiás não tem envolvimento com Cachoeira e de que o partido está fora disso.