Seu browser não suporta JavaScript!

19/07/2004 | Jornal O Dia

Serra e Cesar juntos no Rio

Candidatos às prefeituras de São Paulo e do Rio planejam parcerias, caso sejam eleitos

O prefeito Cesar Maia, que disputa a reeleição pelo PFL, recebeu ontem no Rio o candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, José Serra. Eles se encontraram no Palácio da Cidade para discutir futuras parcerias. “Rio e São Paulo não são concorrentes. Na verdade, elas se complementam”, afirmou Cesar Maia, que apoiou Serra na sua candidatura à presidência, em 2002. Também participaram da reunião o ex-governador do Rio, Marcello Alencar, e o deputado federal Rodrigo Maia (PFL-RJ).

Segundo eles, caso os dois vençam as eleições nas suas cidades, o plano é estreitar a relação entre os dois governos. “A intenção é tornar o contato de secretários da mesma área uma rotina”, disse o prefeito do Rio, que tem o deputado estadual tucano Otavio Leite como seu candidato a vice.

Serra completou dizendo que as duas cidades têm problemas parecidos e, por isso, muitas experiências a trocar. Serra elogiou o programa Remédio em Casa, sistema de distribuição pelos Correios de medicamentos à hipertensos e diabéticos.

Mas a reunião também teve espaço para críticas. Cesar aproveitou a ocasião para cobrar do Ministério Público Federal a aplicação da Lei de Responsabilidade Fiscal. “A LRF é verdadeira? Afinal, não foi cumprida pelos governos estaduais do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Ou o Ministério Público enquadra os governadores no que diz a Lei, ou ela perde seu valor”, alfinetou. O ataque tinha destino certo: os ex-governadores Benedita da Silva e Olívio Dutra, do PT, e Itamar Franco.

Serra uniu-se a Cesar para pedir ainda a revisão dos contratos de renegociação das dívidas dos municípios com a União. Eles defenderam que os débitos sejam corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).