Seu browser não suporta JavaScript!

08/06/2009 | Rádio Câmara

Sessão do Congresso nesta terça pode sofrer obstrução da oposição

As disputas no Senado entre governo e oposição podem atrapalhar as votações da sessão do Congresso marcada para esta terça-feira ao meio dia.

As disputas no Senado entre governo e oposição podem atrapalhar as votações da sessão do Congresso marcada para esta terça-feira ao meio dia. A sessão, que vai reunir deputados e senadores para votar sete projetos de créditos especiais, pode ser obstruída pela oposição.

O líder da Minoria no ConAgresso, deputado Otavio Leite, do PSDB do Rio de Janeiro, explica que é um protesto contra a postura da base governista no Senado com relação às CPIs da Petrobras e das ONGs.

"O que acontece na Câmara ou no Senado tem um reflexo na sessão do Congresso. O que está havendo no Senado é algo absurdo: o senador Arthur Virgílio foi indicado relator da CPI das ONGs através de um movimento regimental e legítimo. Agora, a bancada do governo está procurando artifícios oblíquos para tentar destituir o senador Arthur Virgílio da relatoria, e nós não aceitamos isso. E também queremos ver valer o acordo que o governo expressou de instalar a CPI da Petrobras na próxima quarta-feira".

Já o líder do PT na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza, diz que a oposição está "passando dos limites" e "fazendo oposição ao Brasil".

"O Congresso vai discutir créditos para gerar emprego, para distribuir renda, para o Brasil crescer. Numa crise imensa dessa eles ficam inventando no Senado uma CPI para a Petrobras. Eu quero pedir que eles façam oposição ao Lula; não tentem impedir o Brasil de se desenvolver. Nas ONGs, tinha um acordo que o presidente era deles e o relator era da base do governo. Quando eles quiseram trocar o presidente, a base do governo votou no senador Heráclito Fortes. Agora eles colocaram numa posição de minoria o Arthur Virgílio, que é um ferrenho opositor do Lula, para ser o relator".

Para Cândido Vaccarezza, as disputas do Senado não deveriam interferir em votações do Congresso importantes para o crescimento do país. Entre os projetos na pauta da sessão desta terça-feira, estão o que destina 6 bilhões de reais para investimentos no programa habitacional Minha Casa Minha Vida, gerido pelo Ministério das Cidades, o que destina 305 milhões para o Comando da Aeronáutica desenvolver um avião cargueiro de grande porte e outro que prevê 149 milhões de reais para a Secretaria Especial de Portos.