Seu browser não suporta JavaScript!

10/06/2013 | Agência Câmara

Suposta irregularidade no programa Minha Casa, Minha Vida é tema de debate

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado promove audiência pública nesta terça-feira (11), às 16 horas, para discutir as suspeitas de irregularidades no programa Minha Casa, Minha Vida. O debate será realizado no Plenário 6.

O deputado Otavio Leite (PSDB-RJ), que propôs a audiência, cita reportagem do O Globo, publicada em 27 de abril, que aponta a cobrança de propina para que construtoras pudessem entrar no programa.

O dono da KL Construções, Rubens Amaral, afirmou ao jornal ter repassado mais de R$ 400 mil para a RCA Assessoria – empresa montada por ex-funcionários do Ministério das Cidades - liberar o dinheiro das casas populares que construiu no Maranhão. A matéria também cita Jeziel Nunes, dono da Terra Nova Engenharia, que teria se recusado a pagar a taxa, que variava de 10% a 35% do valor do imóvel.

Os recursos para as obras são liberados pelo Ministério das Cidades para o banco Luso Brasileiro, e a RCA atua como correspondente bancária da instituição. Após a denúncia, o ministério abriu uma auditoria para investigar o caso.

Os três citados na reportagem – Daniel Nolasco, Rubens Amaral e Jesiel Moreira Nunes – foram convidados para a audiência.