Seu browser não suporta JavaScript!

11/06/2012 | Jornal O Globo on line

TRE-RJ recebe representação do PSDB contra Lula e Paes

RIO - Representantes do diretório tucano do Rio de Janeiro protocolaram nesta segunda-feira uma representação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) contra o prefeito Eduardo Paes e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com a representação, Paes e Lula teriam feito propaganda eleitoral durante a inauguração da Transoeste, na semana passada. Na ocasião, o ex-presidente teria feito diversos elogios ao prefeito do Rio, e também pedido votos para ele.

"O referido evento, realizado em Santa Cruz e destinado à inauguração do BRT Transoeste serviu para a divulgação antecipada da candidatura à reeleição do Prefeito Municipal, Eduardo Paes, o que se evidencia nas declarações do próprio pré-candidato que 'contou ter pressionado a construtora para que a obra, prevista para dezembro, ficasse pronta em tempo recorde'" - diz a representação.

No último domingo, o deputado federal Otavio Leite, ao oficializar sua candidatura à Prefeitura do Rio, havia anunciado que o partido iria protocolar uma representação contra Paes, seu adversário nas eleições deste ano por conta da inauguração da Transoeste.

Cabral na mira tucana

Além de Paes, os tucanos também centraram fogo, durante a convenção do último domingo, no episódio envolvendo Cabral e seus secretários, que foram fotografados em Paris, em 2009, em restaurantes de luxo e passeios.

Durante a convenção, Leite disse também ser contra a derrubada do Elevado da Perimetral para construir mergulhões, um dos projetos de Eduardo Paes relacionado à revitalização da Zona Portuária do Rio.

O deputado ironizou o prefeito, que, no último sábado, saiu em defesa da União Nacional dos Estudantes (UNE) no 16º Congresso Nacional da União da Juventude Socialista (UJS), realizado na Uerj. A UNE é investigada pelo Ministério Público por supostas irregularidades em convênios com o governo federal, como revelou O GLOBO na última sexta-feira.

- A UNE é do país, recebeu R$ 30 milhões (do governo federal) e nem sequer colocou um tijolo para erguer a sua nova sede administrativa (no Rio). Está toda embolada em prestações de contas e o prefeito da cidade ainda fica batendo palma para aqueles que estão usando o dinheiro público de forma equivocada, perversa, não dando exemplo nenhum à juventude - afirmou Leite.