Seu browser não suporta JavaScript!

02/08/2006 | Jornal O Estado de São Paulo

Tucano promete ´grande ajuste´ contra corrupção

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, disse que a corrupção é o ´maior atraso que o Brasil está vivendo hoje´ . Ele prometeu que, se eleito, fará um ´grande ajuste´ que começará por combatê-la. ´A corrupção é uma coisa triste, ela deseduca, desestimula, desampara. É uma doença´. Ele deu entrevista no Rio, para onde viajou depois da reunião com o ex-prefeito José Serra e governador Aécio Neves, em São Paulo. (...)

Segundo o candidato, o Rio será absoluta prioridade na campanha. Ao desembarcar no Aeroporto Santos Dumont, Alckmin foi recebido pelo vice-prefeito Otavio Leite (PSDB), e seguiu para São Conrado, na zona sul, onde faria uma visita ao filho do ex-presidente, Paulo Henrique Cardoso. Em seguida, teria um encontro com representantes da sociedade civil. o tucano pretendia voar ainda ontem para Brasília.

Ele comemorou o apoio do expresidente Itamar Franco. ´Tivemos uma grande conquista, o ex-presidente Itamar, que teve o mandato da probidade, o presidente do Real. ´A conversa com Aécio foi boa, ele até pagou o café, coisa rara´.