Seu browser não suporta JavaScript!

02/09/2008 | Jornal O Globo

Tucano quer CPI específica para investigar grampo no Supremo

O vice-líder do PSDB na Câmara, Otavio Leite (RJ), vai apresentar aos colegas tucanos a proposta de criação de uma CPI exclusiva para investigar o grampo ilegal que atingiu o presidente do Sumpremo, Gilmar Mendes. O deputado, que também é autor de um projeto de lei para aumentar a fiscalização das escutas telefônicas, defendeu a idéia da nova CPI ontem, para um plenário vazio:

- Respostas precisam ser dadas. E com urgência. Há um crime perpetrado contra um Poder da República. É o caso de uma CPI específica. O Congresso não pode se ocultar em sua tarefa de uma investigação profunda - reclamou Leite.