Seu browser não suporta JavaScript!

12/05/2010 | Diário Tucano

Tucanos defendem educação física especial para portadores de deficiência

Por Djan Moreno

A pedido do deputado Otavio Leite (RJ), a Comissão de Turismo e Desporto promoveu nesta terça-feira (11) o seminário “A Educação Física Escolar Especial, a Inclusiva e as Paraolimpíadas”. O evento, que teve o apoio e a participação de órgãos como os ministérios do Esporte e da Educação, discutiu com especialistas e profissionais da educação física os desafios enfrentados na promoção da acessibilidade e na inclusão dos portadores de necessidades especiais nas atividades físicas escolares.

Para o tucano, o evento foi um momento especial porque provocou o debate sobre a inclusão e apontou caminhos para melhorar a realidade atual das escolas e das pessoas que têm algum tipo de deficiência. “Podemos discutir a educação física especial, que é fundamental para fortalecer a acessibilidade e as oportunidades para a pessoa com deficiência. Sem dúvida o seminário aprofundou esse debate tão relevante para o país”, afirmou.

Otavio Leite também destacou a importância da educação física no ensino regular e defendeu a adoção das aulas com profissionais da área desde o ensino infantil. Hoje, a disciplina só é ministrada por um profissional formado aos alunos que cursam a partir do 5º ano. “O processo educacional não se resume a uma sala de aula. A atividade física é um complemento indispensável na formação do cidadão", ressaltou.

Paraolimpíadas

Já a deputada Professora Raquel Teixeira (GO), presidente da comissão, destacou a importância das paraolimpíadas e afirmou que a promoção de um ambiente escolar inclusivo também ajudará o país a descobrir novos talentos que inclusive poderão participar dos jogos paraolímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

“Ainda temos um longo caminho a percorrer e há uma série de questões que atrapalham a acessibilidade e o desenvolvimento do pleno potencial das pessoas. No seminário, fizemos uma provocação para que, cada vez mais, as escolas possam ser para todos”, afirmou.

Além dos ministérios, participaram do seminário representantes de entidades como o Conselho Federal de Educação Física, Comitê Paraolímpico Brasileiro e do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES/RJ), entre outros.