Seu browser não suporta JavaScript!

10/06/2014 | Portal do PSDB na Câmara

Tucanos lamentam morte do ex-governador Marcello Alencar

A morte do ex-governador do Rio Marcello Alencar, ocorrida nesta terça-feira (10), causou comoção entre os tucanos. Os parlamentares que conviveram mais próximos de Alencar lamentaram a morte dele. O ex-governador, um dos fundadores do PSDB, faleceu aos 88 anos por complicações causadas por acidentes vasculares cerebrais (AVC).

O deputado Otavio Leite (RJ) lembrou que Alencar foi mais do que um companheiro de partido e amigo, mas um mestre. “O dia amanheceu triste. Faleceu está madrugada Marcello Alencar. Meu amigo, professor, e minha referência política. Sua história será digna de importantes registros. Saudades”, escreveu o parlamentar em rede social.

A deputada Andreia Zito (RJ) também expressou tristeza pela morte. “Dr. Marcello Alencar nos deixou nesse dia, mas deixou também um legado político como poucos. Além da figura pública um homem íntegro que não esquecerei jamais”, disse ela no seu perfil no Facebook.

Em nota oficial, o presidente nacional do partido, senador Aécio Neves, lamentou “profundamente” o falecimento. “O Rio de Janeiro e o Brasil perdem um político sério, um homem honrado e um defensor dos direitos humanos. O ex-governador foi um dos fundadores do PSDB e um lutador pela democracia. Mesmo adoentado, ele se manteve lúcido e atuante politicamente”, destacou o tucano.

Conforme lembrou Aécio, o correligionário foi advogado de presos políticos e teve seu mandato cassado com o AI-5, que suspendeu as garantias constitucionais. O tucano governou o Rio de 1995 a 1999. Também foi senador pelo antigo estado da Guanabara e prefeito do Rio em duas ocasiões. “Nossa solidariedade a sua esposa, filhos e familiares”, completa a nota do presidente nacional do PSDB.

O presidente do PSDB do Rio de Janeiro, deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha, também se manifestou. “Tinha Marcello Alencar como um honrado e respeitado homem público, além de grande líder. Meus pêsames à família e aos muitos amigos que deixa”, afirmou.

Para o ex-deputado federal Marcelo Itagiba, o ex-governador deixa um grande vazio na política brasileira. “Sua partida deixa triste uma legião de amigos. Vai fazer muita falta”, lamentou por meio do Twitter.