Seu browser não suporta JavaScript!

06/08/2013 | Portal do PSDB na Câmara

Tucanos pedem convocação de ministro do Desenvolvimento para explicar resultado negativo da balança comercial

Por Letícia Bogéa

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), e os deputados Otavio Leite (RJ) e Carlos Roberto (SP) apresentaram nesta terça-feira (6) requerimento convocando o ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, para prestar esclarecimentos sobre os números da balança comercial desde 2011 e as causas e consequências da progressiva deterioração de seus resultados recentes. Os tucanos querem que o petista seja ouvido na Comissão de Desenvolvimento Econômico, que tem reunião deliberativa marcada para as 10h desta quarta-feira.

Conforme destaca o requerimento, o resultado negativo da balança comercial brasileira foi cerca de US$ 5 bilhões no acumulado dos sete primeiros meses de 2013, o que revela o maior déficit da história do país para o período. Em termos de comparação, o resultado entre janeiro-julho de 2012 havia sido positivo em quase US$ 10 bilhões, o que indica uma perda de cerca de US$ 15 bilhões em um espaço reduzido de tempo. As estimativas da Associação de Comércio Exterior do Brasil já indicam que o saldo da balança comercial será negativo em 2013 – cerca de US$ 2 bilhões – o pior resultado em 15 anos.

Além da deterioração no comércio de mercadorias, o Brasil apresenta ainda grande saldo negativo com o exterior no setor de serviços, o que implica déficit crescente em transações correntes, já superior a 3% do PIB.

Mesmo com esse cenário, a pasta continua adotando visão otimista e prevê que a balança comercial apresentará saldo positivo no ano em curso, segundo os tucanos. “Limita-se a atribuir os péssimos resultados até agora verificados à ocorrência de 'fatores atípicos', particularmente relacionados com o comportamento do setor de petróleo e derivados, cujo comércio apresentou resultado negativo de US$ 15,4 bilhões até julho de 2013, inclusive pelo efeito do atraso no registro de importações ocorridas ainda em 2012, em circunstâncias ainda não devidamente explicadas pelo governo”, completaram.

O requerimento mostra ainda que as estatísticas têm indicado um baixo dinamismo das exportações brasileiras em praticamente todos os setores, em contrapartida ao aumento generalizado das compras externas, inclusive de bens de consumo. As exportações brasileiras vêm também perdendo participação nos principais mercados, inclusive nos de parceiros comerciais tradicionais do país.

“A deterioração das contas externas ocorre também apesar de o governo ter anunciado, ao longo dos últimos anos, inúmeras políticas industriais e de comércio exterior, todas elas caracterizadas por várias ações, muitas vezes desconexas entre si, e por metas sempre muito ambiciosas.”

Em função desse quadro, os deputados consideram fundamental a convocação do ministro para prestar esclarecimentos sobre as reais causas e consequências dessa piora contínua dos resultados comerciais brasileiros, bem como sobre eventuais novas medidas que estejam sendo gestadas para alterar esse quadro.