Seu browser não suporta JavaScript!

05/07/2011 | Blog da Bancada do PSDB na Câmara e no Senado

Tucanos pedem explicações sobre participação do BNDES na fusão Pão de Açúcar-Carrefour

Por Djan Moreno

Os deputados Otavio Leite (RJ) e Carlos Alberto Leréia (GO) querem explicações sobre a participação do Banco Nacional de Desenvolvimento Social na fusão do grupo Pão de Açúcar com o Carrefour. Os tucanos cobram esclarecimentos sobre o financiamento de R$ 4,5 bilhões do BNDES para viabilizar a operação.

Nesta terça-feira (5), Otavio Leite protocolou requerimento solicitando informações do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Teixeira. Já Leréia apresentou convite ao presidente do banco, Luciano Coutinho, para participar de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores.

Segundo Leréia, a participação do BNDES é injustificável e representa uma descaracterização da função do banco estatal. “Por sua natureza, o BNDES deveria ter como foco o desenvolvimento na infraestrutura do país e não destinar recursos públicos para grupos estrangeiros varejistas”, justifica o tucano no requerimento.

Para o deputado, a união das empresas pode gerar prejuízos ao trabalhador brasileiro. “A propalada fusão com dinheiro público é potencialmente gravosa para o consumidor na medida em que afeta negativamente a geração de empregos no país e fragiliza a defesa da concorrência e o clima de negócios nacional”, criticou. A companhia resultante da fusão dominará cerca de 27% do varejo no país.

Para Otavio Leite, é essencial que haja clareza nas negociações, sobretudo na participação de capital público. O tucano destaca que os recursos deveriam ser usados para promover o desenvolvimento social. No entanto, a junção pode ter efeito contrário, com o fechamento de lojas e a redução de empregos. “Há sérias dúvidas sobre o interesse público nesse processo de fusão, razão pela qual solicita-se os esclarecimentos”, afirmou.