Seu browser não suporta JavaScript!

19/02/2013 | Portal G1

Yoani aceita convite do PSDB para ir à Câmara e cancela tour em Salvador

Por Egi Santana

A blogueira cubana Yoani Sánchez desmarcou o tour que faria em Salvador e adiou o horário de ida a São Paulo, ambos compromissos previstos para a quarta-feira (20), para comparecer à Câmara dos Deputados, em Brasília, onde deve assistir o filme "Conexão Cuba-Honduras", do cineasta Dado Galvão.

A exibição seria feita na segunda-feira (19), no espaço Parque do Saber, em Feira de Santana, mas foi cancelada. Antes, um grupo protestou em defesa do regime político em Cuba e contra a postura da blogueira.

O cancelamento dos compromissos foi divulgado no perfil do twitter da blogueira e confirmado na noite desta terça-feira (19) pela equipe que a acompanha em Feira de Santana, primeiro destino de Yoani depois de sair de Cuba para uma viagem de 80 dias pelos continentes americano e europeu.

saiba mais

De acordo com Rafael Velame, jornalista que integra a equipe da cubana, Yoani Sánchez vai viajar de carro entre as 5h30 e as 6h de quarta até Salvador, de onde embarca para a capital federal, a partir das 9h.

Em Brasília, Yoani vai se encontrar com o deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) às 12h, no plenário 1 da Câmara dos Deputados. “Ela recebeu o convite e decidiu ir lá e falar da sua causa também para os deputados”, disse Rafael Velame. A viagem até São Paulo está mantida para a quarta-feira, mas não há um novo horário definido até o momento.

Nesta noite desta quarta-feira, Yoani cumpre um último compromisso em Feira de Santana. Ela irá se encontrar com estudantes de uma faculdade e membros da sociedade civil para um debate em um ginásio. O evento, marcado para as 19h, não havia iniciado até por volta das 20h. Cerca de mil pessoas aguardam a blogueira, segundo a organização.

Repercussão na Câmara

A sessão ocorrerá ao meio-dia de quarta-feira, no plenário 1 da Câmara. O convite foi formalizado pelo deputado Otavio Leite (PSDB-RJ). “Entendemos que esse assunto deveria ser debatido dentro desta Casa. Não é possível que ela [Yoani] não tenha conseguido, até o presente momento, se colocar em razão das ofensas. Ela tem sofrido um verdadeiro corredor polonês, está sendo impedida de se manifestar o que ela veio dizer aqui no Brasil”, enfatizou o líder do PSDB, Carlos Sampaio (PSDB-SP).

Além disso, o deputado federal Mendonça Filho (DEM-PE) protocolou nesta terça-feira (19) na Mesa Diretora da Câmara dos Deputados um requerimento solicitando que a Casa requisite ao Ministério da Justiça proteção policial para a jornalista da ilha caribenha.

O pedido de Mendonça Filho deverá ser apreciado pelos dirigentes da Mesa da Câmara nesta quarta (20). Caso seja aprovado, a Casa enviará um ofício para o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.